Publicado em 30/12/2016 às 07h20.

Brasil deve ter mais um milhão de desempregados em 2017

Ao final do primeiro semestre, o número de pessoas desocupadas deverá atingir um novo recorde, com a marca de 13,7 milhões

Redação

 Foto: Divulgação

 

Após dois anos de forte recessão, mais um milhão de brasileiros deverá perder o emprego em 2017, conforme projeções do Departamento de Pesquisas do Bradesco.

Ao final do primeiro semestre, o número de pessoas desocupadas deverá atingir um novo recorde, com a marca de 13,7 milhões. A expectativa é de que a situação melhore no segundo semestre de 2017, quando a taxa de desemprego deverá cair para 13,4% – ainda assim, um índice maior do que a atual marca, de 11,9%, o que representa 12,1 milhões de desempregados.

“O desemprego deve chegar a 13,7 milhões de pessoas na virada do primeiro para o segundo semestre, até que comece a melhorar um pouco. Este é o pior momento do mercado de trabalho desde 1991, com a maior taxa de desemprego. Até 2018, o emprego não vai voltar ao nível anterior, de antes de 2015, porque a economia brasileira também não vai voltar”, estima a economista do Bradesco Ariana Zerbinatti. Com informações do Globo.

PUBLICIDADE