Publicado em 30/11/2020 às 14h40.

Confiança do empresário do comércio de Salvador volta ao nível de otimismo

Indicador da CNC e da Fecomércio-BA cresceu 6,9% em novembro, registrando 105,3 pontos neste mês

Redação
Foto: Roberto Abreu/ Divulgação
Foto: Roberto Abreu/ Divulgação

 

O Índice de Confiança do Empresário do Comércio de Salvador passou para o nível de otimismo em novembro, na quinta alta seguida do indicador de expectativa do setor. Após crescer 6,9% este mês, o Icec foi a 105,3 pontos, em uma escalada de zero a 200 pontos. Qualqeur valor acima de 100 se configura otimismo.

O último mês com otimismo foi abril, já no começo dos reflexos da pandemia de Covid-19. A atual pontuação ainda está 8,6% abaixo de igual período do ano anterior. O indicador é medido pela Confederação Nacional do Comércio (CNC) e Federação do Comércio do Estado da Bahia (Fecomércio-BA).

“Quem está puxando de forma mais expressiva o desempenho geral é o índice de Condições Atuais do Empresário do Comércio que apontou alta mensal de 10,9% e ficou nos 76,6 pontos. Apesar de se manter na área de pessimismo, houve uma recuperação de 197% desde o fundo do poço, que foi no mês de julho (25,8 pontos)”, destacou o consultor econômico da Fecomércio-BA, Guilherme Dietze.Para o economista, “com a reabertura do comércio e a retomada das vendas, os empresários de Salvador voltaram a criar expectativas”.