Publicado em 23/09/2020 às 11h42.

Rui diz que vai publicizar venda de terrenos ociosos para atrair mercados nacional e internacional

Entre os equipamentos públicos a serem negociados está o espaço que abrigava o antigo Centro de Convenções da Bahia

Alexandre Santos / Eduardo Dias
Fotos: Pedro Moraes/GOVBA
Fotos: Pedro Moraes/GOVBA

 

O governador Rui Costa (PT) anunciou nesta quarta-feira (23) que vai publicizar, por meio de editais em jornais de grande circulação, as vendas do terreno que abrigava o antigo Centro de Convenções da Bahia, assim como a área compreendida entre o Detran e a Estação Rodoviária, que será futuramente desocupada. O objetivo é valorizar o potencial econômico desses espaços para atrair investidores dos mercados nacional e internacional.

“A PGE está soltando um processo, junto com a Secretaria da Administração, em que vamos publicizar para o mercado nacional e internacional as oportunidades e negócios com áreas públicas que nós vamos vender. Primeiro, por que a gente quer anunciar antes, mostrar toda a documentação, abrir para que interessados venham conhecer as áreas, monitorados e acompanhados pelo Estado? Porque a gente quer valorizar as áreas”, explicou o governador em entrevista coletiva.

“Um projeto desse você precisa de financiamento, precisa de fundos de investimentos pra entrar com um projeto, que vai ser grande. Ninguém dá num terreno desse R$ 300 milhões, R$ 400 milhões, ninguém dá um dinheiro desse sem ter um projeto já estruturado previamente”, acrescentou Rui.

De acordo com o governador, os leilões dos equipamentos mencionados deverá ocorrer dentro de alguns meses.

O terreno do Parque de Exposições, na avenida Paralela, também está nos planos de negócios do governo.

Sem estimar cifras, Rui Costa disse que as receitas a serem adquiridas ajudarão a financiar obras de infraestrutura, a exemplo da ponte Salvador-Itaparica, que custará R$ 1,5 bilhão em aportes estaduais.