Publicado em 09/09/2020 às 17h10.

Senac lança ação em apoio às vendas online

Proposta, que envolve diagnóstico e orientações, foi desenvolvida pelas regionais da Bahia e do Rio Grande do Norte

Adriano Villela
Foto: divulgação Fecomércio-BA
Foto: divulgação Fecomércio-BA

 

Desenvolvido em parceria pelas regionais do Senac da Bahia e do Rio Grande do Norte, foi lançado nesta quarta-feira (9) o projeto Vendas no ambiente Online – Digitalize seu negócio. A ação abrange um diagnóstico de cada loja varejista e uma série de orientações/mentoria para auxiliar a retomada de varejistas que viram no ambiente online uma alternativa de melhorar os ganhos em um momento econômico difícil.

Segundo o IBGE, 62,4% das empresas do comércio foram afetadas negativamente pelas consequências da Covid-19. Em 22,5% dos casos o impacto foi pequeno ou não existe e em 15,1% o impacto foi positivo. No último caso, há setores que tiveram um aumento de demanda devido ao cenário da demanda, como venda de material de limpeza e telecom, que pode não se repetir quando o risco do novo coronavírus passar.

O Senac-Bahia informou que a carga horária das mentorias varia entre 5 horas e 22 horas, a depender do segmento. Esta atividade é uma orientação feita por meio de um instrutor especializado.  “Esse programa vai mostrar como vocês do setor do comércio podem atuar melhor no mundo digital e ajudar a criar as suas empresas para esta nova cultura, que irá colaborar para a melhor eficiência e rapidez nas vendas”, declarou a diretora regional do Senac Bahia, Marina Almeida (foto).

Um dos convidados do lançamento, o vice-presidente da Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas da Bahia (FCDL-BA), Antoine Tawil, considera que as lojas agora, seja de shopping ou do comércio de rua, dificilmente conseguirão sobreviver sem operar bem nas ferramentas virtuais. A dificuldade, acrescenta, é saber qual tecnologia usar entre whats app, Instagram, market place, entre outras.

“Este serviço do Senac se dirige às micro e pequenas empresas, que não tem a grandes redes por trás para dar o suporte necessário”, opinou. Tawil destaca o auxílio na adaptação de cada negócio. “São diferentes tipos de lojas de varejo e serviço, cada um com suas caracaterísticas”.

Este site armazena cookies para coletar informações e melhorar sua experiência de navegação. Gerencie seus cookies ou consulte nossa política.