Publicado em 17/08/2016 às 16h20.

Taxa de desemprego na Bahia é a segunda maior do Brasil

A taxa cresceu em todas as unidades federativas brasileiras no segundo trimestre na comparação com o mesmo período de 2015

Redação
 Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

 

A Bahia é o segundo estado com maior taxa de desemprego do Brasil. Segundo dados do IBGE divulgados nesta quarta-feira (17), com números da Pnad Contínua, pesquisa de emprego do instituto, e dados regionalizados para o intervalo de abril a junho, o estado apresentou 15,4% de desocupados por falta de trabalho, atrás apenas do Amapá, com 15,8%.

A taxa cresceu em todas as unidades federativas brasileiras no segundo trimestre na comparação com o mesmo período de 2015. As cinco regiões do país viram crescimento no desemprego na comparação entre os segundos trimestres. A piora foi mais acentuada no Sudeste, cuja taxa média passou de 8,3% para 11,7% — portanto acima da média nacional (11,3%). No Nordeste, chegou a 13,2%. Centro-Oeste (9,7%), Sul (8%) e Norte (11,2%) tiveram média abaixo da observada no Brasil.

Por sexo, a taxa de desocupação nacional foi de 9,9% para homens e de 13,2% para mulheres. O maior rendimento médio real dos trabalhadores foi registrado no Distrito Federal (R$ 3.679), seguido por São Paulo (R$ 2.538) e Rio de Janeiro (R$ 2.287). A média do país foi de R$ 1.972. Já os menores rendimentos foram contabilizados no Maranhão (R$ 1.072), na Bahia (R$ 1.285) e no Ceará (R$ 1.296).

PUBLICIDADE