Publicado em 21/01/2021 às 17h27.

Advogado que responsabilizou Bolsonaro por mortes na pandemia é investigado

Para defesa, pedido 'revela uma faceta opressiva contra a liberdade de expressão e crítica'

Redação
Foto: Carolina Antunes/PR
Foto: Carolina Antunes/PR

 

O advogado Marcelo Feller, de São Paulo, é investigado após responsabilizar parte das mortes durante a pandemia do novo coronavírus ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

Segundo informações da coluna de Mônica Bergamo, na Folha de S. Paulo, a Polícia Federal já teria iniciado as investigações após pedido de inquérito baseado na Lei de Segurança Nacional feito pelo ministro da Justiça André Mendonça.

No requerimento, o magistrado afirmou que a acusação pode “lesar ou expor a perigo de lesão” o regime democrático “e a pessoa do Presidente da República”.

Em julho de 2020, Marcelo Feller citou durante o quadro “O Grande Debate”, da CNN Brasil, dados sobre a pandemia da Covid-19 e afirmou que o discurso de Bolsonaro seria responsável por ao menos 10% das mortes.

A defesa do advogado se pronunciou e disse que o pedido “revela uma faceta opressiva contra a liberdade de expressão e crítica e, mais ainda, contra a liberdade de imprensa, pois Feller falava na condição de debatedor contratado da CNN”. O advogado Alberto Toron, que representa Feller, irá pedir o trancamento da investigação.