Publicado em 17/06/2019 às 10h50.

ACM Neto defende criação de CPI para apurar ‘extorsão’ no setor aéreo

"Já cobrei isso dos deputados e estou fazendo publicamente", afirmou o democrata nesta segunda

Alexandre Santos / Matheus Morais
Foto: Luiz Felipe Fernandez/bahia.ba
Foto: Luiz Felipe Fernandez/bahia.ba

 

O presidente nacional do DEM e prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), defendeu nesta segunda-feira (17) a criação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar o que chamou de “extorsão” no setor de transporte aéreo no Brasil.

“Está faltando coragem para os deputados. Já cobrei isso dos deputados e estou fazendo publicamente. Esta havendo uma omissão dos deputados”, disse ACM Neto em coletiva à imprensa no Palácio Thomé de Souza.

O democrata aproveitou a ocasião para dirigir críticas ao governo do Estado, que, segundo ele, não investe para promover o turismo da Bahia. Afirmou que a gestão municipal, por sua vez, tem feito sua parte.

“Vejam que, ao longo desses seis anos e meio, enfrentamos diversos desafios. Nosso maior problema era a falta do Centro de Convenções. A decisão do governo do Estado não vinha, não saia. Foi então que a prefeitura chamou para si a responsabilidade. No final do ano, teremos o Centro de Convenções pronto. Teremos um dos maiores centros de convenções do Brasil. A gente vem superando as barreiras. Somos mais uma vez vítimas de uma política. Se eu fosse deputado, estava pedindo CPI do setor aéreo. Somos reféns. O que está havendo no setor de passagens hoje é uma extorsão”, disse o prefeito.

“A prefeitura vem fazendo tudo que lhe cabe. Vocês têm que cobrar mais ao governo do Estado. Não faz sentido nenhum o governo fazer outro Centro de Convenções. A Bahia tem uma das maiores incidência no ICMS do combustível no Brasil. O governo precisa investir mais na promoção da Bahia”, afirmou ACM Neto.

PUBLICIDADE