Publicado em 30/12/2015 às 08h40.

Aécio Neves é citado por delator por recepção de dinheiro

A assessoria do tucano disse que considera "absurda e irresponsável" a citação de Aécio "sem nenhum tipo de comprovação"

João Brandão

O entrgador de dinheiro do doleiro Alberto Youssef, Alexandre de Souza Rocha, durante delação premiada, afirmou que levou uma quantia de R$ 300 mil a um diretor da UTC Engenharia no Rio de Janeiro, que lhe disse que iria repassar ao senador Aécio Neves (PSDB-MG).

De acordo com o jornal Folha de S. Paulo, Rocha disse que conheceu Youssef em 2000, a partir de 2008, passou a fazer entregas de R$ 150 mil ou R$ 300 mil a vários políticos. No depoimento, o diretor financeiro da UTC, Walmir Pinheiro Santana, confirmou que o diretor comercial da empreiteira no Rio chamava­se Antonio Carlos D’Agosto Miranda e que “guardava e entregava valores em dinheiro a pedido” dele ou de Ricardo Pessoa, dono da UTC. Nem Pessoa e nem Santana mencionaram repasses a Aécio em seus depoimentos.

A assessoria do tucano disse que considera “absurda e irresponsável” a citação de Aécio “sem nenhum tipo de comprovação”. “Trata-se de mais uma falsa denúncia com o claro objetivo de tentar constranger o PSDB, confundir a opinião pública e desviar o foco das investigações”, diz um trecho da nota. Procurada pela reportagem, a UTC disse que “a acusação não tem fundamento”.

PUBLICIDADE