Publicado em 17/07/2019 às 15h25.

Alexandre Brust diz que ‘não tem opinião’ sobre expulsão de Alex Santana do PDT

Presidente do PDT de Salvador marcou presença em evento com Ciro Gomes na Alba, nesta quarta-feira

Breno Cunha
Foto: Matheus Morais / Bahia.ba
Foto: Matheus Morais / Bahia.ba

 

Presente no evento com Ciro Gomes na Assembleia Legislativa da Bahia (Alba), nesta quarta-feira (17), o presidente municipal do PDT, Alexandre Brust, disse não ter opinião sobre a decisão de expulsar deputados federais do partido que votaram a favor da Reforma da Previdência.

Entre os dissidentes que podem ser punidos com expulsão pela legenda está Alex Santana. O outro parlamentar do partido, Félix Mendonça Jr., votou contra o texto-base da reforma.

“Participei da convenção nacional, dia 18 de março, e foi decisão unânime do partido fechar questão. Questão fechada é voto obrigatório. […] tem várias punições, desde suspensão a expulsão. Quem vai decidir é a comissão de ética, que leva depois para a executiva, que por sua vez leva ao diretório nacional”, falou.

“Eu não tenho opinião, quem tem opinião é a comissão de ética”, acrescentou.

Alexandre também destacou que a legenda de Ciro deve ter candidato a prefeito na capital baiana e colocou o nome de Félix como favorito.

“Partido que não tiver candidato dificilmente vai eleger vereador, acabaram as coligações, agora é correr atrás. Chapa completa, homens e mulheres para eleger o maior número de vereadores com candidato a prefeito”, afirmou.

PUBLICIDADE