Publicado em 27/05/2020 às 07h00.

Caso Marielle: STJ decide nesta quarta se morte será investigada pela PF

Vereadora Marielle Franco e motorista Anderson Gomes foram assassinados em março de 2018

Redação
Foto: Renan Olaz/ Câmara Municipal do Rio
Foto: Renan Olaz/ Câmara Municipal do Rio

 

Começa a ser julgado nesta quarta-feira (27) no Superior Tribunal de Justiça (STJ) o pedido da Procuradoria-Geral da República (PGR) para que seja federalizada a investigação sobre a morte da vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes. A informação é do portal G1.

Caso seja autorizada, a federalização permite que a apuração do assassinato saia da esfera estadual, com atuação de Polícia Civil e Ministério Público Estadual, e vá para esfera federal – onde a Polícia Federal e Ministério Público Federal darão continuidade às análises.

Atualmente, a apuração sobre o assassinato de Marielle Franco e Anderson Gomes é comandada pela Polícia Civil e pelo MP do Rio de Janeiro. A família da vereadora é contra a mudança nos responsáveis pela apuração.

Em 2018, a então procuradora Raquel Dodge considerou que as investigações podem estar contaminadas na esfera estadual, em razão da demora para uma conclusão sobre os mandantes do crime. Passado um ano e meio, o caso ainda não foi encerrado.

O julgamento acontece na Terceira Seção, que reúne os cinco ministros da Quinta Turma e os cinco ministros da Sexta Turma do STJ. As duas turmas tratam de direito penal.