Publicado em 19/11/2019 às 09h18.

Consórcio do Nordeste discute linhas de crédito com agência francesa

Governadores do Nordeste estão em missão na Europa até sexta-feira (22)

Redação
Foto: Elisa Elsie
Foto: Elisa Elsie

 

Os governadores do Nordeste discutiram com a Agência Francesa de Desenvolvimento (AFD) o financiamento de projetos para o desenvolvimento sustentável da região. No encontro com a diretoria-geral da AFD, realizado em Paris, na terça-feira (19), os gestores trataram de linhas de crédito para investimentos, principalmente, nas áreas de sustentabilidade e agricultura familiar.

O Nordeste tem 3,9 milhões de estabelecimentos agrícolas, sendo 77% da agricultura familiar. O Consórcio Nordeste pretende estabelecer parcerias para desenvolver políticas e implementar ações que aumentam a renda do agricultor familiar, permitam a assimilação de tecnologia produtiva e gerem desenvolvimento sustentável com preservação da biodiversidade.

“Destaco a importância de termos acesso a financiamentos de baixo custo para acelerar nossos programas de recuperação das nascentes de rios e apoiar os pequenos agricultores. O nordeste tem o maior número de agricultores familiares do Brasil”, afirmou o governador da Bahia e presidente do Consórcio, Rui Costa.

Presente no Brasil desde 2007, a AFD financia e acompanha projetos que melhoram a vida das populações,com foco na implementação dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) e nos resultados do Acordo de Paris. As equipes da AFD trabalham em iniciativas em 115 países. No Brasil, a agência atua em 40 projetos, com 1,9 bilhão de euros já investido.

O vice líder da Divisão de Desenvolvimento da Agricultura Rural e Biodiversidade da AFD, Matthieu Le Grix, comentou a importância do setor agrícola para o Nordeste e falou sobre os objetivos da AFD. “Damos uma prioridade para agricultura familiar porque queremos transformar os pequenos agricultores em grandes. Lutamos contra a pobreza e para aumentar a produtividade da agricultura”.

Na Europa, o consórcio destaca o potencial de consumo e de desenvolvimento da região nordestina, que reúne 57,1 milhões de habitantes e responde por 14,3% do PIB brasileiro.

Além de Paris, o grupo estará em Roma, na quarta-feira (20), e em Berlim, na quinta (21) e sexta-feira (22).

PUBLICIDADE