Publicado em 17/07/2019 às 07h33.

Gravações apontam ligação entre secretário de segurança do AM e grupo de extermínio

As gravações integram um inquérito sobre o assassinato do ex-policial civil Clidevar Lima, em 2005

Redação
louismar bonates foto ssp am
Foto: SSP / AM

 

Ligações telefônicas interceptadas pela Polícia Federal apontam uma conexão entre o secretário de Segurança Pública do Amazonas, Louismar Bonates, com um grupo de extermínio.

De acordo com o G1, as gravações integram um inquérito sobre o assassinato do ex-policial civil Clidevar Lima, em 2005.

Conforme a PF, o corpo do ex-policial foi achado a poucos metros do sítio de Bonates, em uma área que seria utilizada como ponto de encontro do secretário com policiais militares integrantes de um grupo de extermínio, entre eles o então chefe da inteligência da PM do Amazonas, coronel Felipe Arce Rio Branco.

Em novembro de 2005, a Polícia Federal prendeu 23 suspeitos de fazer parte deste bando, inclusive o então coronel Arce.

O processo foi encaminhado para a Justiça do Amazonas. Bonates não foi denunciado pelo Ministério Público, que alegou ausência de provas.

Por meio de nota, o titular da SSP amazonense afirmou que é inocente e que, “em momento algum, foi chamado para prestar esclarecimentos à Polícia Federal”.

PUBLICIDADE