Publicado em 23/12/2019 às 11h18.

Salvador só tem a ganhar na disputa entre Rui e ACM Neto por encostas

O fato é que elas estão feitas, e por causa disso, muita gente está viva

Levi Vasconcelos

Dizem, e com muita razão, que um dos bons frutos da briga entre Rui Costa e ACM Neto no trabalho em Salvador é a disputa para ver quem faz mais encosta.

Fazer a conta é possível, mas pouco importa. O fato é que elas estão feitas, e por causa disso, muita gente está viva sem saber que deve isso a uma obra, e nem o patrono está aí para cobrar, o filé moral das governanças, ressalte-se.

Resultado: em 2019, um ano chuvoso com picos dos maiores, a maior delas no fim do mês passado, quando choveu 360 milímetros em 24 horas, ninguém morreu.

Tempo monitorado

Para além das obras físicas, há um time de gente preparada para agir na emergência a qualquer instante. Sósthenes Macedo, diretor da Coordenação Civil, é um tipo raro, eficiente e comprometido com o que se propõe.

A previsão do tempo é produto de um bom sistema meteorológico, com meteorologistas importados de outros estados nordestinos que funciona 24 horas por dia. A qualquer dia e hora pode ser acionado.

— O nosso é uma referência.

E nessa de ser acionado a qualquer momento, Sósthenes foi acionado muitas. Na última chuvarada, as sirenes de 14 dos 15 pontos de risco foram acionadas. 2.300 pedidos de ajuda bateram lá. Foram dias em que Sósthenes dormiu muito pouco. Mas ninguém morreu.

Levi Vasconcelos

Levi Vasconcelos é jornalista político, diretor de jornalismo do Bahia.ba e colunista de A Tarde.

PUBLICIDADE