Publicado em 15/07/2019 às 17h08.

Ônibus 100% elétrico será testado na capital a partir desta terça (16)

Tarifa custará R$ 4, o mesmo valor do sistema convencional; período de avaliação será de 30 dias

Redação
Foto: Secom/Divulgação
Foto: Secom/Divulgação

 

Um ônibus 100% elétrico, da empresa chinesa BYD, começará a circular em algumas linhas do transporte público de Salvador a partir desta terça-feira (16). Segundo a prefeitura da capital, a tarifa custará R$ 4, a mesma cobrada nos coletivos convencionais. A fase de testes durará 30 dias.

De acordo a Secretaria Municipal de Mobilidade (Semob), o objetivo é checar a adequação do veículo às condições do dia a dia do sistema de transporte urbano e às características geográficas da cidade.

Conforme a gestão municipal, esse processo também permitirá que a Semob possa tomar uma decisão futura, tanto para a operação do transporte em outros modais, a exemplo do BRT, quanto a possibilidade de utilizar futuramente o ônibus em linhas convencionais do transporte público.

Não poluente

Com capacidade para 51 passageiros em pé e 26 sentados, o ônibus 100% elétrico não emite qualquer tipo de poluição. Possui dois motores, sendo um em cada roda, freio ABS, potência de 400cv e consegue rodar 250km com a bateria completa –esta leva até 4 horas para ser recarregada.

O sistema de carregamento da bateria é feito em uma central de abastecimento, que pode ser instalada na garagem dos veículos. O ônibus é conectado em uma tomada até concluir o processo.

Altamente sustentável, o veículo possui, dentre as características, a presença de 100% de suspensão pneumática, que oferece mais conforto ao passageiro com o sistema de ajoelhamento, compreendendo o piso baixo e a ausência de degraus.

Por meio do acionamento de um botão, o veículo é inclinado para o lado direito, onde uma prancha é deslizada para facilitar o acesso dos cadeirantes e pessoas com deficiência com tranquilidade e segurança.

“Nós estamos testando as questões da autonomia e da logística do carregamento, assim como a funcionalidade do veículo. O ônibus elétrico é uma tecnologia limpa. É evidente que, entre ele e o normal, o elétrico leva todas essas vantagens por ser um aliado do meio ambiente”, diz o titular da Semob, Fábio Mota, não descartando a possibilidade de o modelo elétrico ser incorporado ao atual sistema.

PUBLICIDADE