Publicado em 19/07/2019 às 10h28.

Lúcio minimiza disputa por obra de aeroporto: ‘Desnecessária’

"O pai da criança é o povo de Vitória da Conquista, ponto", afirmou ex-deputado ao bahia.ba

Matheus Morais
Foto: Juliana Almirante/ bahia.ba
Foto: Juliana Almirante/ bahia.ba

 

O ex-deputado federal Lúcio Vieira Lima (MDB) afirmou ao bahia.ba, na manhã desta sexta-feira (19), que não vai entrar na discussão sobre a “paternidade” do aeroporto Glauber Rocha, de Vitória da Conquista.

Além do governador Rui Costa (PT) e o presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL), reivindicarem a “paternidade”, o ex-ministro Geddel Vieira Lima, que está preso, também foi apontado pelo líder do DEM na Câmara dos Deputados, Elmar Nascimento, como um dos responsáveis pela obra.

“Acho que essa discussão é desnecessária. O pai da criança é o povo de Vitória da Conquista, ponto. Isso só acirra os ânimos neste momento da vida política brasileira, essa disputa sem sentido. Não vou repetir que fomos eu e Geddel até o Moreira Franco pedir para destravar a obra. Não faz o menor sentido”, salientou.

“Só tem essa disputa porque ainda não inventaram o DNA para obras. Isso termina da mesma forma, quem torce para o PT, acha que foi o PT; quem torce para Bolsonaro, acha que foi Bolsonaro; isso só aumenta uma briga desnecessária”, ressaltou.

PUBLICIDADE