Publicado em 24/08/2019 às 11h30.

Delegados divulgam carta em defesa da autonomia da Polícia Federal

Documento pede estabelecimento de mandato para o diretor-geral sem influência política

Redação
Foto: Rovena Rosa/ Agência Brasil
Foto: Rovena Rosa/ Agência Brasil

 

Após encontro em Salvador, durante o IV Simpósio Nacional de Combate à Corrupção, delegados federais compartilharam uma carta oficial defendendo medidas legislativas para garantir a autonomia da corporação, repudiando interferências políticas do governo federal.

Nos últimos dez dias, o presidente Jair Bolsonaro (PSL) fez declarações sugerindo trocas de cadeiras na PF, tirando autonomia inclusive do ministro da Justiça, Sergio Moro da escolha do diretor-geral. A ação irritou a corporação.

“A PF não deve ficar sujeita a declarações polêmicas em meio a demonstrações de força que possam suscitar instabilidades em um órgão de imensa relevância, cujos integrantes são técnicos, sérios, responsáveis e conhecedores de sua missão institucional. […] O dirigente máximo da PF deve ter o poder de formar a sua própria equipe, sem pressões de cunho político, partidário ou sob o risco de ser exonerado”, diz a nota.

PUBLICIDADE
Temas: autonomia , delegados , governo , PF